Após violência doméstica, O Outro Lado do Paraíso vai mostrar pedofilia

Além da violência doméstica retratada na trama de Clara (Bianca Bin) e Gael (Sergio Guizé), O Outro Lado do Paraíso terá outro assunto espinhoso pela frente: a pedofilia. Tabu na teledramaturgia, o tema só será retratado depois da primeira fase da novela, que começa dia 24. Até lá, somente algumas pistas serão dadas. A menina Laura (Luísa Bastos) mostrará que tem repulsa do padrasto, o delegado Vinícius (Flavio Tolezani). O personagem é descrito na sinopse como um homem que guarda segredos do passado. Ele se casou com Lorena (Sandra Corveloni) após o pai biológico de Laura abandoná-la grávida. Por isso, a mulher o venera e vive criticando a filha. Em cenas exibidas na semana passada, a garota demonstrou que não gosta do padrasto, repetindo para a mãe que "ele não é seu pai". A partir da próxima semana, novas sequências indicarão que não se trata de uma birra de criança. Ficará claro que ela evita ficar sozinha com ele. Em uma das cenas, a menina se negará a sentar ao lado do padrasto no sofá para ver TV. "Senta aqui, vai ficar com o pescoço torto", dirá o delegado. "Tá tudo ok", responderá a garota, apesar da posição incômoda.  O roteiro indica em outra sequência que Laura tem verdadeira aversão ao padrasto. Sophia (Marieta Severo) chegará com uma joia para agradecer umas "gentilezas" que o delegado já terá feito para ela (Vínicius é corrupto, aceita propina para "enterrar" casos que deveriam ser investigados em sua delegacia).
Lorena (Sandra Coverlone) com Laura (Luísa Bastos) em cena da novela das nove da Globo Sophia dará um gargantilha para Laura, o padrasto se oferecerá para fechar a joia em seu pescoço, e a menina ficará paralisada. Questionada se não gostou do presente, ela mudará de expressão e dirá que nunca teve algo assim. Mais para a frente, Laura vai chorar e ficar apavorada diante de uma bolsa com desenhos de tartaruga. Vinícius falará que a bolsa é linda, e a garota dará um grito de terror. "Tartaruga. Eu não suporto ver tartaruga", responderá. Como haverá uma passagem de dez anos na trama, a atriz Bella Piero passará a interpretar Laura na segunda fase. Walcyr Carrasco, autor da novela, ainda não escreveu como o tema será apresentado. Além dos indícios de abuso, cenas de flashback serão gravadas para explicar traumas da personagem. A pedofilia ainda é tabu nas novelas. O assunto foi retratado em América (2005) por Gloria Perez. Na trama, Bill (Jaime Leibovitch) acabou preso por assediar Rique (Matheus Costa). Já Chamas da Vida (2008), da Record, pegou mais pesado quando mostrou o tema. Lipe (André Di Mauro) violentou Vivi (Letícia Colin). Em ambos os casos, os pedófilos aliciaram suas vítimas pela internet.

Formas de contato conosco

Nos contacte via e-mail:
contato.cegosbrasil@gmail.com
skype:
cegosbrasil
Também estamos no Facebook, curte nossa página e fique por dentro de nossas novidades:
http://facebook.com/cegosbrasil