Novelas

O encontro de um homem com sua imagem 20 anos mais jovem. Essa é a trama
de O Clone. No começo da historia Lucas é um adolescente alegre,
romântico, cheio de projetos, e está apaixonado por uma moça muçulmana:
Jade. Mas a vida não correu bem pra ele: separa-se de Jade e, ao longo
dos 20 anos que se passam na novela, decaiu fisicamente, seus projetos
se perderam pelo caminho, não tem mais a ternura, o romantismo, a poesia
de antes. Tornou-se seco e duro. Jade, por outro lado, viveu todo esse
tempo imaginando que sua vida teria sido muito mais feliz se tivesse
casado com ele. Vinte anos mais tarde eles se reencontram. Jade se
decepciona, tentando encontrar, no Lucas quarentão, resquícios do
adolescente por quem se apaixonara um dia. É quando aparece o clone,
feito à revelia de Lucas pelo seu padrinho, o geneticista Albieri. O
clone não é Lucas, mas é a imagem que Jade amou e cultivou durante a
vida inteira. Temos então, um triângulo incomum: Lucas se tornando o
rival de si próprio.O aparecimento do clone revoluciona completamente as
vidas de todas as outras personagens da trama.
por Glória Perez
No Marrocos, nos anos oitenta, começa esta grande história de dilemas:
as diferenças culturais e religiosas, a corrupção com a ética em nome da
ciência e a difícil questão do casamento por amor ou conveniência.
Há 18 anos, Jade fica órfã e volta para Marrocos, onde passará a viver
com o tio Ali, a prima Latiffa e Zoraide. Lá, ela terá que se
reconciliar com a religião de sua família, totalmente formada por
muçulmanos, e conhecerá Lucas, que estará de férias na África. Mas uma
série de fatos impedirá a união do casal. O primeiro deles é a oposição
de Ali, que obrigará Jade a seguir os ensinamentos do Alcorão, livro
sagrado islâmico, e arranjará para a moça um casamento com Said, mesmo
com toda a rebeldia da sobrinha.
O segundo e mais marcante é a morte de Diogo, irmão gêmeo de Lucas, em
conseqüência da explosão de seu helicóptero no Rio de Janeiro. Antes da
tragédia, Diogo estava no Marrocos com o irmão e havia brigado
violentamente com o seu pai, o milionário Leônidas Ferraz, por este
tê-lo preterido em favor de Yvete, mulher com quem o rapaz teve uma
aventura amorosa sem saber que era a namorada de seu pai, na noite
anterior à chegada dele ao Marrocos. O falecimento de Diogo causa um
profundo remorso em Leônidas, que passa a fugir constantemente de Yvete,
cujas intrigas causaram desentendimentos entre pai e filho. Apesar das
mágoas, Leônidas vai exigir de Lucas que cuide de suas empresas. O
rapaz, retraído e sonhador, bem diferente do falecido irmão, almeja ser
músico. Mas Leônidas não ouvirá seus argumentos e seus projetos não
serão concretizados. Com as pressões do pai, o jovem é obrigado a
abandonar Jade, o seu grande amor. É a partir daí que começa a se
desenrolar a trajetória de sua infeliz união com Maysa, que foi namorada
do Diogo anteriormente. Os dois viverão discutindo e com isso, Mel, a
filha do casal, se envolverá com drogas.
Quem não se conforma com a morte de Diogo é o seu padrinho, o cientista
Augusto Albieri, que decide fazer um clone de Lucas a partir de uma
célula somática. A célula é introduzida em segredo nos óvulos colhidos
em laboratório vindos de Deusa,
uma manicure que almeja muito ter um filho através da inseminação
artificial. Entretanto, ela desconhece a verdade: não houve nenhuma
fertilização de seus óvulos com o sêmen de um doador qualquer, e sim, a
experiência genética de Albieri. Por isso, Deusa não é a mãe de Léo e
apenas serviu como mãe de aluguel para o clone de Lucas, batizado de
Leandro.

Arquivos


Ordenar por: nome, tamanho, mais recente.
250 itens
Você está na página 1 de 5
1
2
3
4
5

Formas de contato conosco

Nos contacte via e-mail:
[email protected]
skype:
cegosbrasil
Também estamos no Facebook, curte nossa página e fique por dentro de nossas novidades:
http://facebook.com/cegosbrasil