Séries e seriados

A sirene da ambulância anuncia mais um dia de grandes desafios para a
equipe médica de um hospital público do Rio de Janeiro. Entre um
paciente e outro, eles tentam superar os obstáculos constantes do
ambiente caótico de uma emergência do subúrbio carioca e ultrapassam
todos os limites para manter os pacientes vivos em um hospital onde tudo
falta. À flor da pele estão as próprias angústias e os dramas pessoais
daqueles que chegam em busca de ajuda. O desejo de salvar vidas é o que
move os profissionais de saúde.
E é em meio a essa batalha diária que duas vidas atormentadas pelos
fantasmas do passado encontram, uma na outra, a cura para suas almas
doentes. De um lado, o cético Dr. Evandro (Julio Andrade),
cirurgião-chefe da equipe médica, um profissional de talento
incomparável, viciado no trabalho e em remédios. Deprimido, ele ainda
não superou a perda da esposa que morreu no seu turno, em uma cirurgia
de emergência. Do outro lado, a religiosa e eficiente Drª Carolina
(Marjorie Estiano), cirurgiã vascular que busca na fé o antídoto contra
toda miséria que enfrenta no dia a dia. Ela, que acredita na bondade e
na solidariedade humana, carrega feridas que nunca cicatrizam. São
marcas que ela mesma faz no corpo e que a lembram diariamente dos
traumas que a acompanham desde a infância.
Ao lado da dupla de médicos, outros profissionais de igual talento se
juntam no desafio pesado do cotidiano da equipe. Décio (Bruno Garcia), o
clínico-geral, é justo, comprometido com seu trabalho, mas revela pouco
sobre si, já que a sua intimidade é guardada a sete chaves. Diferente
dele, o anestesista Amir (Orã Figueiredo) não consegue esconder o
romance duplo em que se meteu. Charles (Pablo Sanábio) é o médico
residente da equipe e Rafael (Tatsu Carvalho) é o neurocirurgião.
Jaqueline (Heloisa Jorge), a enfermeira, e Kelly (Talita Castro), a
técnica de enfermagem, auxiliam os médicos durante o plantão. Juntos,
eles são responsáveis pela ordem do lugar e a segurança de todos.
A administração do local e a coordenação desses profissionais que vivem
sob pressão não são fáceis. Samuel (Stepan Necerssian), o diretor do
hospital, precisa “dançar conforme a música”. Há quem diga que ele é
conivente com a corrupção, mas seu principal desafio é garantir o
material e a infraestrutura necessária para manter o funcionamento da
unidade, custe o que custar. Apesar de sua desenvoltura nas negociações
e das inúmeras limitações que ele precisa superar, nem sempre consegue
fornecer o suficiente para a sobrevivência dos doentes e a sanidade da
sua equipe.

Formas de contato conosco

Nos contacte via e-mail:
contato.cegosbrasil@gmail.com
skype:
cegosbrasil
Também estamos no Facebook, curte nossa página e fique por dentro de nossas novidades:
http://facebook.com/cegosbrasil